16 perguntas para um tipo || INFJ

sábado, abril 20, 2019

Elizabeth Bennet, de Orgulho e Preconceito (livro) - Imagem ilustrativa || Percebi que sempre há polêmica em torno dos tipos dos personagens fictícios, por isso já vou indicando aqui a fonte com os argumentos que demonstram porque ela é INFJ.

1. Qual é o seu tipo e o que ele significa?

     Como o título já indica, meu tipo é INFJ, conhecido também como Conselheiro ou Advogado. As letras significam Introversão (I), Intuição (N), Feeling/Sentimento (F), Julgamento (J). Ser INFJ significa que você é uma pessoa que valoriza a harmonia e segue sua própria intuição.

2. Como é ser INFJ e quais são seus hobbies?

   Bom, acho que, no geral, ser INFJ é ser alguém que interpreta o mundo a partir de suas concepções e que interage com ele a partir do que ele busca e oferece. É o que eu entendo sobre a dinâmica NiFe (intuição introvertida e sentimento extrovertido). Para entender melhor, leia esse artigo. Meus hobbies são ler, escrever e assistir. Ultimamente tenho feito mais esses dois últimos, pois sinto uma necessidade de extravasar meus sentimentos escrevendo, e relaxar de forma mais rápida assistindo TV.

3. Como você conheceu o MBTI e o que acha da teoria?

   Eu não faço ideia de como conheci o MBTI, deve ter sido através de algum tipo de artigo que surgiu nas minhas redes sociais. Sei que foi há dois ou três anos atrás, fiz o teste e deu ISFJ-T. Fiz agora outra vez e deu INFJ-A. Lembro que assim que li o resultado do teste ISFJ, eu consegui concordar com o geral, mas não com os detalhes. Já com INFJ eu senti que 90% fazia sentido, e concordei com os detalhes, mas bem menos com a descrição geral. Até que quanto mais eu lia, mais fazia sentido para mim. Considerei ser mistype, me esforcei para ver sentido em ser ISFJ ou INFP, e ainda não consigo, então acho que realmente não sou. Sinta-se a vontade para discordar, se o que escrevi aqui for útil. Bem, sobre a teoria eu acho bacana, principalmente porque ela tem me ajudado a compreender melhor porque sou do jeito que sou, e porque penso da forma que penso kkk inclusive, observar meu lado unhealthy tem me ajudado a melhorar meu relacionamento com outras pessoas.

4. Se você tivesse um superpoder baseado no seu tipo, como ele seria?

     Eu queria poder retardar o tempo a minha volta para poder fazer as coisas que me interessam. Seja pensar bem antes de agir em um imprevisto, seja escapar de uma situação chata ou, quem sabe, revisar alguma coisa que escrevi ou estudar algum assunto urgente. Acho que seria um superpoder bem útil na minha profissão, que exige habilidades sociais que muitas vezes me faltam. Se não for isso eu gostaria de poder viajar no tempo, poder voar, ou ter telecinese.

5. Qual é a vantagem de ser INFJ?

     Como seres diplomatas, acho que a vantagem pode ser cooperar para a resolução de conflitos, ao trabalharmos em equipe.

6. E qual é a desvantagem?

    Pensar demais nos outros. Particularmente, eu gostaria de me impor mais. Quando me sinto estressada ou sobrecarregada pela falha dos outros comigo, eu tenho uma tendência a só guardar. Porque me parece mais estressante o caminho que o conflito pode me levar. Mas se for realmente necessário, ou se sentir que a pessoa está sendo má intencionada ou claramente querendo passar por cima de mim, eu não gosto de parecer que fui feita de idiota. Me parece uma ofensa maior ser tida como trouxa kk

7. Se você acordasse numa ilha deserta, o que você gostaria de ter com você?

     Depois que eu vi o vídeo do Lucas Lara respondendo a mesma tag, não dá mais para visualizar um cenário diferente. Faz todo o sentido eu querer ter um barco para me tirar da ilha, não consigo entender como nunca pensei nisso antes kkk

8. Você tem algum conselho para INFJs? Ou gostaria que eles te dessem dicas? Sobre o que seria?

     O conselho que eu tenho é sobre o relacionamento com as pessoas. Devido ao filtro que fazemos do mundo, e a nossa "famosa" intuição, a gente pode acabar interpretando alguém errado. Acontece. INFJs não são seres superiores que conseguem se colocar 100% no lugar das outras pessoas. Seres humanos são complexos para que a gente possa considerar que os entendemos perfeitamente. Então antes de fechar a porta na cara de alguém, dê uma chance, e se não for suficiente, dê uma segunda chance. Ainda que precise levar um tempo distante antes de tomar uma decisão, volte atrás apenas por um momento. Eu sei que você já passou um bom tempo considerando se ainda vale a pena, mas  se um dia essa pessoa significou algo em sua vida, tenha cuidado com o impulso. Se afaste apenas quando perceber que aquele relacionamento é tóxico e te faz realmente mal. Você corre o risco de perder alguém importante e só perceber quando for tarde demais. É raro, mas acontece.

9. Num apocalipse zumbi, qual seria seu papel, e que arma você carregaria com você?

     Meu papel seria o da pessoa que morre cedo. Mas meu sonho é ser uma Michonne ou um Daryl. Por isso gostaria de carregar uma besta ou uma espada comigo. Ataque a longa distância pode ser bem útil, e eu gosto muito. Mas arrancar a cabeça de vários zumbis de uma vez seria ótimo também kkk.



10. Qual é o tipo que você mais ama, o que mais admira, e o que não se dá bem? Por quê?

     Minha melhor amiga é ISFJ, e ela é uma fofa, então eu amo essa personalidade. O que mais admiro são os ENTJs, porque eles são excelentes no que fazem. E o que eu não me dou bem são os ESFPs. Na verdade, não sei sobre o tipo como um todo, mas conheci uma ESFP que é uma basic bitch e me fez desenvolver um tipo de desprezo por ela. Torço para que ela seja uma exceção entre os demais.

11. Dos tipos citados anteriormente, qual você mata ou casa?

     Não mato ninguém, porque não vou direcionar minha repulsa ao grupo, e matar é pesado demais; eu casaria com um xNTJ, porque já estou em um relacionamento com um .

12. O que as pessoas precisam saber para começar uma amizade com alguém do seu tipo?

     Precisam ser gentis e não serem egoístas ou arrogantes. Além disso, não demonstrar ódio a outras pessoas. E, de preferência, seria ótimo ter algum tipo de afinidade intelectual ou de interesses.

13. Quais são os comportamentos que te atraem nas pessoas?

     Eu fico toda boba quando alguém age de maneira gentil e respeitosa comigo. Também gosto de pessoas que me fazem rir ou são, de alguma forma, diferentes.

14. Do que você sente nojo?

     De pessoas que gostam de amaciar o próprio ego, não respeitam o pensamento diferente, e buscam de todas as formas fazer o mal para os outros.

15. Se você pudesse trocar de tipo por um dia, qual tipo escolheria?

    Eu trocaria com os ENTJ, por eles serem excelentes no que fazem. Os que eu conheço são pessoas super dedicadas, tem ideias brilhantes, e fazem de tudo para alcançar seus objetivos com sucesso. 

16. Conte duas verdades e uma mentira e o público irá adivinhar qual delas não é verdadeira.

     Geralmente, eu consigo ser organizada e seguir bem os cronogramas que planejo; não tenho dificuldades ou algum tipo de bloqueio criativo quando estou produzindo alguma coisa; não sei interagir muito bem com pessoas que não tenho proximidade.

Você pode gostar também

0 comentários

Curta a página no Facebook

Anúncio