Dramas: 10 situações clichês para amar ou odiar (+ template Instagram)

segunda-feira, outubro 26, 2020


As histórias dos dramas asiáticos são muito diferentes daquelas que estamos acostumados a consumir em filmes e séries norte-americanas ou até mesmo em novelas brasileiras. Contudo, não é segredo para ninguém que os clichês são os elementos que mais nos atraem nas produções orientais. Alguns podem ser positivos, outros não tão bem-vindos... Porém, eles não falham em nos conquistar. Seja pelo bom humor, ao trazer à tona valores e comportamentos, que não estamos tão habituados a perceber em nossa cultura. Ou pela própria reflexão, tão importante para a construção do nosso caráter. Pensando nisso, reuni dez situações comuns nas produções asiáticas, para amar ou odiar. Confira!

Cenas para amar...


1. Beijos e demonstração de afeto clichês


Os beijos e demonstrações de afeto são os principais destaques para amar. E não importa quantas vezes os roteiristas utilizam o recurso de abraçar por trás e carregar nas costas, estamos sempre prontos para enfiar a cara no travesseiro e gritar por tanta fofura! Caminhar sob o mesmo guarda-chuva, ser puxado pela cintura antes de se envolver em um acidente, e até porém, nem sempre aquela confissão em meio a um ataque de ciúmes a gente adora kkk

Já vimos beijos "de cinema" em diversas produções. Aqueles beijos que são, muitas vezes, "quentes", mas que nem damos tanta atenção. O que importa realmente em um romance? Os dramas coreanos nos revelam de forma clara e nos conquistam por isso. Por mostrar que a antecipação, os sentimentos, são o que tornam o momento perfeito. Assim, tudo bem esperar até o oitavo episódio (em diante) para os protagonistas finalmente darem o primeiro passo no relacionamento; e tudo bem se for apenas um selinho estático. A gente já sabe que, quando acontecer, vai significar mais do que apenas a satisfação de "um desejo".


2. Protagonista causando bêbado



Entre as cenas mais icônicas que os dramas nos proporcionam, estão aqueles momentos em que os personagens bebem demais e acabam exagerando. A gente nunca sabe o que esperar, mas os roteiristas são sempre criativos! Como assisti recentemente Thirty but Seventeen, trouxe esse exemplo do Gong Woo-Jin com sua mania de correr e se esconder quando não está sóbrio.

Porém, uma das minhas cenas favoritas é da Cheon Song-Yi em My Love From the Star agindo como uma louca ligando para o Do Min Joon, após o término do relacionamento (eu amo essa atriz, ela tem as melhores personagens). E ainda tem a Gon Sil em Master's Sun, incorporando todo tipo de fantasma, incluindo animais. Nossa, são tantas cenas divertidas, que talvez eu até prepare uma publicação apenas com as minhas preferidas!


3. Bromance



"Já que você está tão triste, você quer um abraço?"

Ahh, o bromance! Amamos uma amizade masculina com muita implicância e afeto envolvido. A dupla que mais personifica o significado de bromance nos dramas (coreanos) são o ceifador e o Goblin. Bem, pelo menos são os mais populares. Quem lembra dessa cena quando o Kim Shin está triste e o Wang Yeo oferece um abraço, mas o Goblin puxa a espada contra ele? hahah modo defensivo total. Goblin está recheado de cenas tão divertidas quanto essa, por isso eu os declaro a dupla bromance mais icônica de todas.


Outros exemplos de dramas com bromance que eu amo são While You're Sleeping, Romance is a Bonus BookA Gentleman's Dignity e Strong Woman Do Bong Soon. Eles têm desde a amizade declarada, até aquelas mais complicadas e divertidas, que, apesar de toda a birra e dos atos infantis, a gente percebe que existe.


4. Momentos desajeitados

  

"Cenas desajeitadas" foi uma tentativa minha de enquadrar diversas cenas constrangedoras que ocorrem nos dramas. Desde aquelas em que os personagens saem do banho e acabam sendo flagrados, até aquelas que, em geral, eles agem de alguma forma que os deixam envergonhados (mas que são muito divertidas para o telespectador). Como exemplo, trouxe essa cena em que a suposta robô está tendo uma complicação gastrointestinal e acusa o único humano na sala de ter causado o cheiro ruim que subiu no cômodo. Vocês conseguem lembrar de alguma outra cena assim? Eu queria trazer mais exemplos, só que não consegui recordar, por ora. me vejo esquecendo até os dramas que assisti uma semana atrás hahah.


5. Oppa cavalheiro e personagens femininas que não se submetem



De início, eu pensei em cenas que o oppa age como um perfeito cavalheiro, como quando se coloca na frente da protagonista para impedir que ela seja alvejada por ovos podres, entre outros. Ou seja, qualquer cena em que ela é socorrida e que ele seja fofo, como quando faz compras para ela. Mas, sinceramente, as cenas que eu adoro mesmo são aquelas em que a protagonista badass simplesmente toma o seu papel e não se rebaixa às tentativas de humilhação. E não me entendam mal, sempre vou amar o protagonista cavalheiro. Mas cansei de personagens passivas. Bom mesmo é agir como a Cha Hyeon e espancar assediadores brincadeira, não estou encorajando ninguém a cometer atos ilegais... mas também não sentiria pena


Cenas para odiar...

1. Quando grupos praticam bullying e/ou tentam intimidar subordinados




Falando em humilhação, ninguém suporta as cenas de bullying e violência nos dramas. E, pior, em situações que essas práticas são totalmente aceitáveis, quando praticada por pais ou professores. Não pretendo julgar a Coreia por isso. Até porque eu acredito que essas cenas sejam destacadas nos dramas, como forma de combater práticas que são comuns ou já foram aceitas socialmente, até pouco tempo atrás.

Além disso, o bullying é mais do que uma violência, é um problema de saúde pública, uma epidemia que afeta crianças e adultos em todo o mundo. Então, apesar de odiar essas cenas, acredito que se trabalhadas de forma responsável elas possam educar as pessoas sobre questões sociais importantes.


2. Acidentes de carro ou doenças imprevisíveis



Um recurso incansável nos dramas coreanos, são as cenas de acidentes e doenças imprevisíveis. Se não forem trabalhadas de forma criativa, acabam completamente com a graça do enredo. Por isso, é uma cena para odiar. Primeiro, porque ninguém gosta de cenas tristes. Segundo, porque geralmente acontece em situações inconvenientes, como quando o personagem vai encontrar alguém muito importante, acabou de experimentar algum tipo de libertação (de consciência, por exemplo) ou uma oportunidade para recomeçar. Isso é o pior! Quem lembra daquela cena de While You're Sleeping em que o investigador acaba se envolvendo em um acidente, que ele sempre soube que aconteceria? É um exemplo do que falo. A cena foi dramática e tudo, eu devo ter chorado horrores. Nesse caso, foi uma aplicação muito boa do recurso. Diferentemente de Secret Garden, que além de um acidente ainda trouxe amnésia. Mas, o drama é um clássico! Então, nós perdoamos. E, falando em amnésia...


3. Amnésia

Tradução: Desculpa não ter te reconhecido || Esse drama já me arrasou de muitas formas, não precisava de mais essa. Pisotearam meu coração e destruíram qualquer chances que eu tinha de me recuperar. Muito obrigada, Uncontrollably Fond

Por alguma razão eu só consigo lembrar de cenas em que as situações que eu odeio foram utilizadas de forma aceitável. Aqui temos um destaque de amnésia em Uncontrollably Fond, que foi tudo para me destruir emocionalmente. Ela ajudou a história a progredir para o sentido triste e dramático que ela já estava destinada. Mas, em geral, o que vemos é a amnésia ser incorporada como um método muito forçado de causar rebuliço em uma história. Super desnecessário, inclusive.

Imagino que o drama mais famoso pela amnésia seja Boys Before Flowers. Fated to Love You também apresenta a perda de memória, mas acho que foi incluída de uma maneira mais interessante também. Enfim, como telespectadora, eu sinto que ver o personagem sofrendo pela falta de lembranças por parte da pessoa que ele ama é o mesmo que vê-lo definhar até a morte. Roteiristas, fujam desse clichê!


4. Ciúmes e insegurança provocados



Ciúmes saudáveis são sempre bons de assistir. Mas ciúmes provocados são os mais insuportáveis. Talvez eu vá soar bastante conservadora, e reconheço que sou em muitos sentidos. Mas acredito que existem situações que brigas e ciúmes podem ser evitados, sobretudo pelo bem de um relacionamento. Por que deixar desentendimentos acontecerem? Inclusive, o que eu percebo é que, quando eles ocorrem, na maioria das vezes, são protagonizados por personagens femininas, que se mostram inseguras e enciumadas. Para mim, isso é um agravante.

Não recordo muitos exemplos, mas um drama que se destaca por esse tipo de cena é Playful Kiss. A Oh Ha Ni acaba se sentindo insegura pela colega inteligente e carismática do Baek Seung Jo, e começa a fantasiar coisas, como mostra a imagem. Tudo isso porque ela entendeu (mal) que ele estava morando com a Yoon Hae Ra. Outros dramas com adaptação de animes e mangás também trazem essa abordagem. E, na maior parte das vezes, o ciúme é sempre causado pela aparição de uma ex, amiga de infância ou colega que tem beleza incomparável, além de riqueza, inteligência e diversos talentos.

A parte insuportável é a ideia de que a protagonista fica se comparando e que a "única coisa" que a tornaria interessante é ter sido escolhida ou ser a pessoa por quem o outro personagem se apaixonou. Claro, eu entendo que existem diversas razões para se apaixonar por alguém, e que o mais importante é amar a pessoa por quem ela é. Mas esse recurso de desmerecer a personagem feminina com outra supostamente mais incrível, não cola mais. Existem diversos meios de causar algum "rebuliço" na história, que não seja o ciúme provocado por uma baixa autoestima.

5. Grosseria para dar uma lição



Falando em Playful Kiss... Essa cena acontece durante a lua de mel de Seung Jo e Oh Ha Ni, quando uma mulher fingindo estar com dor no abdômen pede para ser consultada por Seung Jo, claramente se insinuando para o recém-casado. Enciumada por perceber a intenção da mulher, Ha Ni tenta impedi-lo, e ele reage com uma resposta bem dura: "Se você não gosta, não pode viver comigo". Depois, os dois se reconciliam em um momento fofo. Mas, ainda assim, a personalidade inflexível de Seung Jo torna algumas situações bem amargas... Olha Playful Kiss sendo mal exemplo nesta publicação. Ainda assim, não julguem tão mal antes de assistir.

Em relação a cena, que é um exemplo daquelas que devemos odiar, tenho que reconhecer que o sermão é justo. Isso considerando que dar assistência aos enfermos é obrigação de Seung Jo, como médico. Assim, eu estou trazendo essa situação para ilustrar algo comum que observo nos dramas - e até mesmo se repete em Playful Kiss -, que é a rigidez diante de situações sensíveis. Não são raras as cenas em que os protagonistas constrangem as personagens femininas quando elas cometem algum erro, e isso mostra um tipo de temperamento difícil de lidar. Assim, finalizo aqui a minha lista de dez situações clichês para amar ou odiar. Antes de sair...

>> Baixe o template "isso ou aquilo" e escolha seus clichês favoritos

Siga o instagram @blogviratempo para mais templates como esse.



Gostou da lista? Qual é sua cena clichê favorita nos dramas? Me conta nos comentários!

Você pode gostar também

0 comentários

Curta a página no Facebook

Anúncio